Created with Sketch. Created with Sketch.

Campanha a decorrer

Ciclone em Moçambique

Pela primeira vez na história, dois ciclones tropicais atingiram Moçambique na mesma época, 2.5 milhões de pessoas, das quais 1.3 milhões são crianças, foram as pessoas que precisaram de assistência humanitária urgente devido à devastação deixada pelos ciclones Idai e Kenneth.

Com a ajuda de todos os doadores, a UNICEF, em conjunto com o Governo Moçambicano e com outros parceiros, conduziu uma massiva resposta humanitária a esta emergência, salvando milhares de crianças e suas famílias.

São os menos responsáveis pelas alterações climáticas – os mais pobres e os mais jovens – que sofrem com as suas consequências. A UNICEF está no terreno a ajudar as crianças e as suas famílias.

O TRABALHO DA UNICEF EM MOÇAMBIQUE

43 toneladas
de produtos de assistência humanitária entregues
673 mil crianças
foram vacinadas contra a cólera e o sarampo
812 mil pessoas
tiveram acesso a água segura

A história de Dominiqo

O bebé Dominiqo e a sua irmã Natália (3 anos) estão com a sua mãe Eliza no centro de saúde apoiado pela UNICEF.

Com os campos destruídos e as colheitas devastadas, aumenta o número de crianças com sintomas de subnutrição. Dominiqo, de apenas 6 meses, vai receber tratamento contra a subnutrição aguda grave neste centro de saúde apoiado pela UNICEF, recebendo ainda outros cuidados médicos como controlo de vacinas e suplementação vitamínica.

O Dominiqo é apenas uma das muitas crianças que necessitam de ajuda urgente. É por isso que precisamos de si. Do seu apoio.

Estas crianças precisam de si.

A UNICEF está incansavelmente, todos os dias, no terreno a melhorar a vida destas crianças.

Mas não o podíamos fazer sem si. Sem todas as pessoas que incansavelmente nos apoiam. Sem todas as pessoas que se ligam a uma causa e que estão a mudar o mundo.